Sabe, tenho pensado que nós somos responsáveis não apenas por aquilo que nos acontece, mas também pelos outros.

As pessoas com as quais convivemos ou simplesmente nos deparamos esporadicamente, exercem sobre nós, e vice-versa, uma influência significativa.

Basta notarmos em como éramos a alguns anos atrás e como somos hoje. O que nos fez mudar? O que nos fez amadurecer? O que nos fez chegar a nutrir certos pensamentos e sentimentos? Sim, acontecimentos marcantes, como a morte de um ente querido, o nascimento de um filho, fazem toda diferença. Mas, devemos enxergar um pouco além da superfície, e entender que pequenos encontros também podem sim mudar a nossa maneira de reagir ao mundo de uma vez por todas.

Todo mundo que passa por nossas vidas, de um jeito ou de outro, deixa marcas, lembranças, ensinamentos e, também através dessas experiências, vamos nos moldando, criando novas versões de nós mesmos e redescobrindo um novo jeito de ser. E o mesmo acontece do lado de lá.

Penso que deveríamos aprimorar nossa habilidade de olhar para nós mesmos, descobrir nossas essências, e aceitar nossa parcela de responsabilidade sobre tudo. Nós atraímos aquilo que transmitimos. Deveríamos apontar menos o dedo para o outro, e encarar o espelho com coragem.

Sim, admito que isso é um tanto quanto desafiador.

Mas, todo e qualquer relacionamento só será saudável se ambos forem capazes de enxergar a si mesmos. Afinal, você só conseguirá definir quem entra e quem sai da sua vida se realmente se conhecer. É fundamental saber claramente o que é aceitável e o que não é, e para isso é preciso muito amor-próprio e muito autoconhecimento.

Pare um pouco de reclamar sobre aquela amiga que sumiu, o marido que se tornou um chato, a mulher que, de repente, mudou seu comportamento e não é mais tão carinhosa quanto antes, ou do filho que está sempre de cara amarrada. E pergunte-se, qual a sua parcela de culpa nisso? Esteja disposto a ouvir a resposta. Ela pode assustar no início. Afinal, podemos realmente criar monstros sem nem ao menos nos dar conta disso. Mas te ajudará a entender muita coisa. Fará com que seus olhos consigam enxergar além.

Pensar dessa maneira nos faz menos egoístas, mais humanos e nos ajuda a nutrir relacionamentos pelos quais realmente vale a pena viver.

Anúncios