Sabe aquele momento da sua vida que você se sente obrigada a virar a página, e começar um novo capítulo? Ou, em alguns casos, até mesmo um novo livro? Com novas tramas, mistérios, sonhos, descobertas e personagens?

É preciso um pouco mais do que coragem para isso, aprendi. Talvez, um pouco de ousadia. Por que, de repente, sua rotina é reestruturada. Você se vê diante de uma realidade que, ainda muito recente, nem parece que é a sua. Você vive como se estivesse assistindo, de camarote, toda sua vida sendo modificada sem que você possa nem ao menos gritar.

Não é permitido perder a compostura. Todo mundo passa por mudanças e você não é diferente de ninguém. Então, engole o choro e segue. Como se todo seu passado agora estivesse justamente lá. Pessoas, coisas e sentimentos, num passado não tão longe, mas que precisa ser deixado um pouco de lado. Se não, minha amiga, você pira.

Às vezes, é preciso deixar ir ou, ainda mais importante, saber ir. Ir, sem olhar para aquilo que já foi um dia, com a certeza de que o futuro te reserva uma vida repleta de sonhos e realizações. Um pouco de fé vai bem aqui.

E é isso, a vida é uma eterna mudança. Não tenha a ilusão de que será sempre a mesma pessoa, com os mesmos medos e gostos e, principalmente, que você viverá para sempre com o mesmo círculo de pessoas ao seu redor. Uma hora, de uma hora para outra, eu diria, o círculo se abrirá e você precisará aprender uma nova direção, que te levará a descobrir uma nova versão de si mesma. Mais aprimorada, mais adulta e, por que não, muito mais feliz.

Afinal, descobri que nem toda mudança é ruim. Mesmo que ela pareça verdadeiramente ruim. Com isso, relaxei um pouco, e resolvi aceitar o que a vida me propõe com mais vontade de crescer, evoluir.

Mudanças não mais me assustam.

Acredite, de tudo você poderá retirar algo de muito bom, basta que esteja aberto a isso. Um aprendizado, novas amizades, novos amores, novos humores, novas expectativas. E isso te transformará para sempre em uma nova pessoa, muito mais forte e segura de si. Mesmo que aquele friozinho na barriga não te abandone nunca.

Aprendi, com as tantas reviravoltas da vida, que precisamos estar atentas a nós mesmas, as nossas reações diante dos problemas e desafios. Precisamos, de fato, encarar a vida de frente, como quem não desiste fácil, ou não desiste nunca. Isso nos fará verdadeiras vencedoras.

Anúncios