Muita coisa mudou. Houve mudanças extremamente positivas para todos nós. E contra isso, não há argumentos. A medicina evoluiu. A tecnologia surgiu e se reinventa a cada instante para facilitar o nosso dia a dia (apesar de muitos defenderem uma tese contrária). E tantos outros exemplos seriam úteis para comprovar o que digo.
Mas o que vem ao caso é: a humanidade está enfraquecida. Emocional e fisicamente mais enfraquecida do que nossos antepassados. O motivo? As pessoas não estão mais dispostas a lutar. Se acomodaram com aquilo que é fácil. Mas o que vem fácil, meu caro, sinto te dizer, vai embora duas vezes mais rápido.
Tenho visto pessoas adultas, em perfeita saúde física, deixando de lado seus afazeres e sonhos por pura preguiça. Uma doença qualquer já é motivo de desistência. Uma dificuldade vira um obstáculo intransponível, ao invés de ser encarado como um aprendizado. Uma pedra no caminho faz com que queira parar e voltar, enquanto deveria contorná-la e seguir adiante.
Por favor. Arrume essa cara amarrada. Coloque um sorriso nesse rosto e enfrente a vida como ela é. Dê conta da vida. Não faça drama por nada. Não perca suas horas de sono por bobagens que serão logo resolvidas. Não estrague sua saúde por problemas que sempre poderão ser solucionados, de um jeito ou de outro.
Já dizia um grande sábio: “Isso também passa”. E é isso. Passa, sempre passará. Por mais difícil que pareça no momento.
Tenho aprendido que para tudo na vida haverá sempre um lado bom. Um jeito novo de olhar o mundo e as pessoas a sua volta. Uma habilidade nova que se desenvolve. Um caminho alternativo que é aprendido. A humildade ganha espaço. A sabedoria da maturidade chega.
E descobri também que a forma como você leva a sua vida é uma escolha. Ninguém é vítima de nada nesse mundo.
As pessoas te desrespeitam porque você tem dificuldade em se posicionar, não grosseiramente, mas de maneira decidida. Os erros se repetem em nossas vidas para nos mostrar que ainda há algo que não estamos prestando a devida atenção, que estamos deixando de lado. E em muitos casos, somos nós mesmos que nos colocamos em uma posição inferior aos outros. Como se a nossa dor não fosse também sentida, sofrida e doída. Como se tivéssemos que ser fortes o tempo todo. Não, a gente não precisa. Ninguém aqui é de ferro.
Não deixe nunca que te usem como um verdadeiro depósito de lixo alheio. Respeite a si mesmo. Respeite o seu momento, seus pensamentos e sentimentos. Eles são seus e movem a forma como você encarará a sua vida. Não menospreze isso.
Eu escolhi não me deixar levar pelo negativismo alheio. Não mais. Pelo contrário, resolvi que de agora em diante, eu é que trarei eles para o meu otimismo.
Ousado da minha parte? Sim. Muito. Mas nada paga o prazer em ver o sorriso daqueles que você ama porque, de alguma forma, você conseguiu mostrar a eles que a vida pode ser mais colorida, basta querer, ter fé e disposição para ir em busca de seus sonhos.

Anúncios