Quanto mais o tempo passa, mais eu entendo que o amor está nos detalhes, nas palavras não ditas, nos olhares que se cruzam em meio a loucura do dia a dia.

O amor está na cara lavada e nos pés descalços ao amanhecer. E assim, com todas as suas imperfeições a mostra, sem as ilusões do mundo lá fora, você percebe que nada e nem ninguém te faria mais feliz.

Amar está na luta diária que você trava com o universo, se preciso for….

O amor está em observar o outro e se sentir igualmente importante. É sentir que há alguém a sua espera e que mesmo ela não podendo resolver seus problemas, o fato de simplesmente estar ao seu lado é inexplicavelmente reconfortante.

Amar está nas atitudes diárias. Na mesa posta com o melhor prato só para te agradar. No abraço apertado como um pedido de desculpas ao se exceder um pouco. No sorriso que você não consegue esconder ao vê-lo chegar.

Eu te amo quando, ao perceber o seu medo, seguro suas mãos e sem nem ao menos dizer uma palavra sequer você sabe, você entende que eu estarei com você para sempre.

Amor, desses que realmente valem a pena, está no olhar preocupado dela quando percebe que você não está bem. No momento em que ela para o que estiver fazendo só para escutar suas reclamações, mesmo que, às vezes, elas sejam um pouco exageradas.

Se sente amado aquele que percebe no outro uma busca incansável para ser melhor por você e para você.

O amor é leve, suave, e está numa conversa despreocupada na mesa da sala de jantar. Assuntos diários, mas que não poderiam ser partilhados com mais ninguém. Porque simplesmente você não se imaginaria com mais ninguém naquele momento.

Amor está no silêncio.

Anúncios