Vamos lá, eu sei e você também sabe que todo esse seu apego por limpeza é uma forma de extravasar o que dentro de ti ainda está uma bagunça.

Mas, se eu pudesse te oferecer um conselho, livre-se disso o quanto antes.

Organize-se.

Hoje, quando entro em casas cujos móveis já estão gastos, o porta copos no sofá já não tem a mesma cor de antes, o sofá com aquela sombra de uma macha que custou a desaparecer, sinto uma inveja boa de todos os que moram ali.

Porque naqueles sinais estão impressas todas as experiências de uma vida bem vivida.

O vinho que tomou a dois, abraçados naquela noite de sábado. As cervejas com os amigos. Os inúmeros almoços e jantares em família. As gargalhadas. As doces lembranças que ficarão guardadas para sempre na memória de cada um que vive ou passou por ali.

Um dia nos daremos conta de que nada do que imaginamos possuir nos pertence de fato. Eu espero, de coração, que você não perceba isso tarde demais.

A vida nos é dada como um presente, mas não é eterna.

Por isso, concentre-se em limpar sua alma. Jogue fora decepções, mágoas e medos. Tire a poeira dos seus pensamentos, aspire os negativos e regue os positivos. Varra da sua vida todas as pessoas que lhe aprisionam, que lhe roubam a paz e a esperança. Abra as portas do seu coração para todos aqueles que você ama. Mas abra hoje, porque amanhã, minha amiga, pode ser que ela ou ele não esteja mais a sua espera. Dedetize sua vida contra todas as fofocas. Lave sua boca, ouvido e olhos para que nada tenha poder contra ti e também nada de mal possa sair de você contra alguém.

Liberte-se.

Anúncios