Certa vez ouvi um relato sobre um padre que, já muito doente, ao ser questionado sobre seu estado de saúde tão lastimável, com muita sabedoria, assumiu as responsabilidades para si por estar passando por aquele momento.
Eu acredito muito que não importa quais sejam as nossas escolhas, as consequências virão e nós vamos precisar encará-las de frente. Tudo nessa vida tem um preço a ser pago e não há como fugir dessa realidade.

Você é totalmente livre para fazer com a sua vida aquilo que julgar correto. Mas nunca se esqueça de uma grande verdade: Toda escolha implica em ganhos e renúncias. Você precisará conviver com elas. Aceite.

Tenho percebido, em pequenos detalhes do meu dia a dia, que muitas situações pelas quais passamos são atraídas por nós mesmos.

Um coração, cansado com tantas preocupações e angústias durante uma vida, chegará a um ponto que terá algum tipo de deficiência. Uma mente muito preocupada precisará de cuidados futuramente. Frustações que não são resolvidas podem gerar uma bela gastrite.

Por isso, por mais difícil que a vida se encontre neste momento, saiba conviver com ela. Aprenda a lidar com seus sentimentos. Coloque um pouco mais de leveza em seus dias. Respire fundo e entenda que tudo passa. Sempre passará.

Simplesmente tenha fé e faça a sua parte para que tudo se resolva. E então, meu amigo, apenas relaxe. Não se maltrate tanto com dramas desnecessários. Não crie ainda mais problemas para sua pobre cabeça. Enxergue no obstáculo um degrau, que o levará a um patamar mais elevado. Que te dará mais sabedoria, te fará mais humilde, mais respeitoso, mais humano.

Não digo que, se procurarmos viver melhor, estaremos livres dos enfrentamentos próprios da vida. Não. De maneira nenhuma. Mas te garanto que será muito mais fácil se você perceber que nós não temos controle de tudo. E que não precisamos tê-lo para sermos felizes.

Basta que façamos a nossa parte para que o destino se cumpra a nosso favor. Busque pela paz e ela te encontrará.

Buda já dizia que o nosso sofrimento ocorre porque nós resistimos às coisas. E eu tenho que te dizer uma coisa.

Tudo aquilo que resiste, persiste. Persiste, principalmente, tomando conta do seu pensamento. Limitando sua capacidade de raciocínio e a forma como irá agir diante da vida. Não deixe que sua mete o controle. Descubra que você pode ser e é muito mais forte do que qualquer coisa. Que você pode fazer e conquistar tudo aquilo que deseja.

Resistimos às mudanças de todo tipo. Tudo gera em nós uma certa rejeição. Afinal, o que nos tira da zona de conforto causa calafrios.

Vejo muitas mulheres que não dizem a idade nem sob tortura e ficam irritadíssimas se alguém a desvenda. Senhores que não aceitam sua condição já um pouco limitada e se rebelam contra tudo e todos. Filhos que ficam chocados ao perceber que seus pais já estão velhos e que de agora em diante os papeis serão invertidos. Pessoas que entram em pânico quando pensam em mudar de escola, faculdade, casa ou cidade. Que não se permitem ficar doente. Que não assumem sua fragilidade diante da vida.

É tanta resistência que não há espaço para o que há de bom se sobressair.

Porque, acredite, sempre haverá o lado bom. Sempre.

Apenas aceite. Respire fundo e aceite. Mudanças surgirão. Umas boas e outras nem tanto. Problemas aparecerão. Mas você só tem duas opções: Aceitar ou dar espaço para o negativismo da eterna preocupação e reclamação tomar conta.

E eu rezo para que o mundo se encha de pessoas que optam pela primeira opção. Que encarem a vida como ela é. Que busquem uma vida mais leve. Que procurem por suas alegrias e não pelas dificuldades. Que reclamem menos e agradeçam mais.

Obrigada!

Anúncios